ISO 50001 – Sistemas de Gestão de Energia: o que é, e quais os benefícios para a sua empresa

Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre o que é o Sistema de Gestão de energia da ISO 50001 e como ele pode ser aplicado na sua organização.

A ISO 50001 é uma norma criada para o gerenciamento eficiente e correto de energia dentro das organizações. É uma norma reconhecida mundialmente por auxiliar na melhoria para um consumo mais consciente de energia e melhor aproveitamento deste recurso.

Um dos principais gastos, seja em qualquer tipo de organização, é com a energia elétrica, já que é um item indispensável para o funcionamento de muitos processos dentro de uma empresa.

Para organizações que buscam ampliar seu negócio e investir em melhorias, a certificação ISO 50001 pode ser uma excelente opção! Isso porque, além de ajudar a reduzir gastos desnecessários com energia, ainda é possível contribuir positivamente com o meio ambiente! 

Neste artigo, vamos conhecer um pouco mais sobre o que é a ISO 50001, como conquistar a certificação e assim investir no sistema de gestão da sua organização, vamos lá!

O que é a norma ISO 50001?

Sabemos que o consumo de energia tornou-se uma métrica muito relevante para as organizações, então economizar energia significa diminuir custos operacionais. Então, a ISO 50001 é uma norma que trata especificamente sobre implementação, manutenção e melhoria do SGE (sistema de gestão de energia). 

O Sistema de Gestão de Energia é um conjunto de procedimentos e atividades implementados por  organizações que buscam tornar o consumo de energia mais eficiente e reduzir os gastos relacionados.

O objetivo dessa norma é permitir que as organizações, através de normas e diretrizes, estabeleçam processos para melhoria do uso e consumo energético. Assim, a norma ajuda a determinar diretrizes sobre desempenho energético, eficiência, segurança e redução na emissão de gases de efeito estufa.

Através da norma, são incluídas políticas de gestão energética e metas estratégicas. E com a adoção desse SGE (sistema de gestão de energia), a organização tem a possibilidade de integrar uma abordagem sistemática para reduzir o consumo total de energia no seu espaço. E para isso acontecer da maneira correta, depende do comprometimento de todos os níveis da empresa, inclusive é claro, da alta direção.

Por fim, por essa norma, por ser um modelo de sistema de melhoria contínua, facilita a integração com os sistemas de gestão do meio ambiente ou da qualidade, por exemplo, agregando ainda mais valor à organização.

Qualquer empresa pode ter a certificação da ISO 50001?

Todas as empresas, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte (e de qualquer) área podem aderir ao SGE; para assim ajudar na gestão de energia e diminuir grandes gastos financeiros.

Mas para obter sua implementação, é necessário seguir algumas exigências da norma, vejamos algumas delas:

  • 1. A empresa precisa desenvolver uma política de uso mais eficiente de energia;
  • 2. Melhorar continuamente a gestão energética;
  • 3. Fixar metas e objetivos para atender as políticas da norma;
  • 4. Medir e avaliar seus resultados constantemente;
  • 5. Estabelecer uma comunicação entre todas as áreas da organização;
  • 6. Utilizar de métodos para melhor compreender e tomar decisões sobre o uso de energia;
  • 7. Implementar ações e projetos para reduzir a emissão de gases no efeito estufa.

 

Esses são alguns requisitos para uma implementação eficaz. Então, além de cumprir essas exigências, é importante que essas ações sejam monitoradas e incentivadas. Isso para serem bem estruturadas na cultura da empresa.

Quais são as vantagens da implementação dessa norma?

A implementação desta ISO, além de ajudar a organização estabelecer processos para melhorar seu desempenho de energia, também oferece muitos outros benefícios, tais como:

  • 1. Ajuda a reduzir o consumo de energia;
  • 2. Reduz a emissão de gases de efeito estufa;
  • 3. Ajuda na melhoria contínua de consumo da energia;
  • 4. Proporciona melhores práticas de gestão de energia;
  • 5. Aumenta a competitividade de mercado;
  • 6. Transparece mais credibilidade e confiança aos clientes;
  • 7. Ajuda a manter a conformidade com requisitos legais.

 

Todos esses benefícios ajudam em algo principal que é reduzir custos e ajudar o meio ambiente, reduzindo os impactos ambientais. Isso, certamente, traz um grande diferencial para a imagem e reputação da sua organização.

Como a implementação da ISO 50001 é feita?

Quando desenvolveram a ISO 50001, o objetivo era que o método de implantação seguisse o modelo do ciclo do PDCA. Pois esse tipo de metodologia, como sabemos, foca na melhoria contínua.

Então, a empresa deve realizar uma pesquisa dentro do seu próprio negócio e realizar um levantamento com as características energéticas de todas as áreas / processos.

Após esse levantamento, é preciso realizar algumas etapas para implementar o PDCA da maneira eficaz e correta, vamos relembrar e entender como o PDCA se encaixa à ISO 50001:

Planejar (Plan)

Na primeira etapa, realiza-se o levantamento de todos os dados do uso e consumo de energia de todos os setores que usam direta ou indiretamente a energia.

Com esses dados em mãos, é preciso criar indicadores de desempenho, estimativas de uso, metas e objetivos. Com auxílio de uma equipe responsável por essa política energética, é preciso criar planos de ação com o levantamento desses dados e elaborar metas de redução de energia.

Nesta fase, é importante listar quais materiais e equipes serão necessários para a implementação da política energética.

Fazer (Do)

Nesta próxima fase, o objetivo é o controle de uso de energia dentro da empresa. Então, realiza-se um plano de ação e processos de otimização que foram definidos anteriormente (planejar).

Os responsáveis devem prover os recursos necessários para atingir as metas, como treinamentos e cursos para as equipes, por exemplo.

É importante que todos os setores necessários estejam envolvidos para essa implementação ser eficaz e ocasionar efeito a organização. Para essa fase, também é necessária a criação de uma documentação das ações decididas e realizadas.

Verificar (Check)

Aqui, é importante verificar e medir todas as ações que foram decididas e realizadas, bem como os erros e acertos. Para, assim, verificar quais pontos ainda fazem sentido para a empresa.

Nesta fase, é preciso gerar relatórios, avaliações e formas de verificar o desempenho e eficiência energética. Isso para que seja realizada uma análise e avaliação das metas e objetivos estabelecidos.

A partir de agora, os responsáveis não devem se esquecer de manter todos esses passos documentados e promover a melhoria contínua, o que nos leva a:

Agir (Act) 

Por fim, nesta última etapa, finalmente chega o momento de colocar todo o processo em movimento e tornar o sistema eficiente.

Com todos os dados documentados, é realizada uma revisão dos resultados e, assim, definem-se quais são as prioridades e quais processos precisam ser melhorados.

Descartando o que não faz sentido ou não funcionou para a empresa, resta investir de fato nas melhorias e na política energética.

É importante que isso seja repassado e muito bem conversado entre sua equipe de gestão e colaboradores, para que todos possam compreender bem e estejam engajados para as mudanças e melhorias que vão surgir.

Aplicando, assim, esse método do PDCA corretamente, sua empresa provavelmente estará preparada para realizar as auditorias para implementação da norma ISO 50001.

Certificar-se na ISO 50001 pode ser um grande diferencial de mercado para sua organização!

Uma empresa que possui a certificação ISO 50001 demonstra que possui comprometimento em agregar um sistema de gestão voltado ao melhor consumo de energia, deseja evitar gastos desnecessários, reduzir custos e ampliar seu negócio.

Com a certificação nesta norma, você pode garantir sustentabilidade ambiental e financeira, minimizando seus respectivos impactos ambientais perante o mercado e a sociedade como um todo.

Então, para te ajudar nesse processo, você pode contar com a QMS, que oferece a certificação nesta norma (a ISO 50001) e muitas outras. Tudo isso através de um processo ágil e que conta com profissionais de referência. Então solicite uma cotação sem compromisso e garanta a certificação para sua empresa, basta clicar aqui!

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Compliance no Terceiro Setor: Entenda a sua importância

Compliance no Terceiro Setor: Entenda a sua importância

O terceiro setor é uma esfera da atividade econômica que engloba organizações não governamentais (ONGs), associações, fundações e outras entidades que atuam com finalidades sociais, ambientais, culturais ou de desenvolvimento comunitário, mas que não raras vezes são usadas para prática de fraudes, por isso o Compliance no