Requisito 4.3 – Determinando o escopo do sistema de gestão da qualidade (ISO 9001:2015)

Neste artigo vamos entender mais sobre como determinar o escopo do sistema de gestão da qualidade e sobre o requisito 4.3 da ISO 9001:2015.

A norma ISO 9001:2015 traz, no item 4.3, requisitos para determinar o escopo do sistema de gestão. Um requisito fundamental tanto para auditorias quanto para o processo de implementação, afinal é a partir daqui que todo sistema será moldado!

Para começarmos a entender como funciona esse requisito, vamos analisar o que a norma no diz:

O requisito 4.3 – Determinando o escopo do sistema de gestão da qualidade

“A organização deve determinar os limites e a aplicabilidade do sistema de gestão da qualidade para estabelecer o escopo”

Ao determinar esse escopo, a organização deve considerar:

a) as questões externas e internas referidas em 4.1;

b) os requisitos das partes interessadas pertinentes referidos em 4.2;

c) os produtos e serviços da organização.”

Já no início do requisito temos as palavras que definem o escopo: “limites e aplicabilidade”. Sendo assim, entendemos que o escopo é quem define o que o seu sistema deve considerar, quais são seus limites e como a norma deve ser aplicada.

A partir do escopo, compreendemos quais processos fazem parte do sistema de gestão da qualidade (SGQ), quais produtos serão certificados. Além do que pode ou não ser aplicável, mas depois falaremos disso.

O que é o escopo do Sistema de Gestão da Qualidade na ISO 9001:2015?

A grosso modo, o escopo se trata de um documento que irá especificar qual o propósito do SGQ, detalhando a abrangência da qualidade dentro das organizações.

O escopo é uma documentação essencial para as empresas que buscam se certificar e implementar a norma ISO 9001, pois é aqui que são definidos os limites do SGQ.

Para determinar o escopo, deve-se ponderar quais são as possíveis necessidades das partes interessadas e quais tipos de produtos e serviços a organização tem a oferecer. Bem como, é preciso analisar cuidadosamente o contexto da organização.

Determinar o escopo é definir exatamente onde o Sistema de Gestão da Qualidade se aplica

O escopo, então, é o responsável por descrever, de forma simples e resumida, o que é a sua organização e o que ela faz de forma certificada.

Vamos imaginar uma hipótese.

Suponhamos que uma organização fabrica e vende garrafas de água e copos plásticos. Em determinado momento, ela decide que vai se certificar na ISO 9001, entretanto, quer certificar apenas as garrafas de plásticos (por se considerar despreparada para certificar ambos os produtos).

Neste caso, então, apenas essas garrafas terão a sua qualidade controlada pelo SGQ. Será apenas isso que irá constar na documentação e dizemos que essa empresa tem “o escopo fechado” nas garrafas de água.

Dessa forma, o escopo dessa organização se tornaria “produção e venda de garrafas plásticas”. Além disso, algumas outras informações precisam ser levadas em conta, vejamos!

a) as questões externas e internas referidas em 4.1

Tudo aquilo que pode inferir em como a organização atinge seus objetivos e metas deve ser ponderado.

Questões externas são aquelas que não estão sob o controle da organização,  como atualização no mercado, crises econômicas, aumento dos preços de matérias primas, impostos e outros fatores.

Já as questões internas estão relacionadas ao que está no controle da organização, como os profissionais da empresa, controle de seus estoques, materiais produzidos, processos etc.

b) os requisitos das partes interessadas pertinentes referidos em 4.2

Este é um dos pontos que mais deve ter relevância no momento de elaboração do escopo.

Mesmo que as partes interessadas possam variar para cada organização, são elas que vão, de alguma forma, afetar o resultado final da sua empresa.

Aqui, podemos citar as pessoas (clientes, colaboradores ou sociedade) , instituições externas, governo, fornecedores etc. Acima de tudo, devemos nos atentar em documentar a qual público estamos oferecendo nosso serviço ou produto, e basear nosso escopo nos interesses desse público.

c) os produtos e serviços da organização

Essa é outra parte importante a ser determinada no seu escopo. Aqui é o tópico onde as empresas devem determinar quais os tipos de produtos e serviços são ofertados para as partes interessadas. E quais deles serão certificados e controlados pela gestão da qualidade.

Escopo do Sistema de Gestão da Qualidade para sua empresa: mais clareza para sua empresa

Essas são algumas das determinações mais importantes para se atentar na hora de documentar o escopo da sua certificação, e que são muito importantes também nos momentos de auditoria.

O escopo é uma parte essencial do sistema de gestão, pois auxilia a apontar os resultados que a empresa deseja alcançar, a delimitar seus objetivos e documentar tudo o que a empresa tem a oferecer.

Caso você tenha interesse nesse assunto e deseje se especializar, e entender mais sobre esse requisito, a QMS disponibiliza um curso totalmente online de Auditor Líder ISO 9001, você pode conhecer mais clicando aqui! 😉

 

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Compliance no Terceiro Setor: Entenda a sua importância

Compliance no Terceiro Setor: Entenda a sua importância

O terceiro setor é uma esfera da atividade econômica que engloba organizações não governamentais (ONGs), associações, fundações e outras entidades que atuam com finalidades sociais, ambientais, culturais ou de desenvolvimento comunitário, mas que não raras vezes são usadas para prática de fraudes, por isso o Compliance no