Indicadores ISO para a alta direção – o que fazer e o que não fazer?

Indicadores ISO para a alta direção – o que fazer e o que não fazer?

Saiba como selecionar corretamente os Indicadores ISO para a alta direção e alcance resultados incríveis com o engajamento das pessoas. Leia agora!
Sabemos que selecionar indicadores ISO para a alta direção pode ser muito desafiador e frustrante. Muitos profissionais reclamam que a diretoria não é engajada com os sistemas de gestão (SG), o que faz com que apresentar resultados e itens sensíveis do SG seja muito complexo.

Porém, sem trabalhar indicadores importantes, fica mais difícil priorizar ações, requisitar e conseguir verbas e até mesmo manter o sistema ativo e dando lucros. Como resultado disso, muitas empresas acabam com sistemas estagnados, pouco representativos e até mesmo meramente burocráticos, o que – não precisamos dizer – resulta em baixos resultados para todas as partes interessadas.

Por isso, precisamos desenvolver estratégias para apresentar Indicadores ISO para a alta direção de uma forma interessante, prática e acessível. Fazendo com que os temas vitais da empresa e do SG sejam apresentados, debatidos e priorizados.

Vale lembrar que esse conteúdo vale para qualquer norma, como a ISO 9001, a ISO 14001 ou a ISO 45001. Além disso, não vamos discutir indicadores em específico, pois cada empresa tem suas particularidades e necessidades especificas advindas do contexto organizacional. Neste conteúdo, falarei de aspectos gerais, dicas, para correta e efetiva seleção de indicadores ISO para a alta direção. Dito isso, vamos lá?

 

Indicadores ISO para a alta direção – o que definitivamente não fazer

Como profissionais especializados em sistemas de gestão ISO, costumamos ter diversos termos e conceitos na ponta da língua. Porém, apesar de vitais ao nosso trabalho, esses vocabulários não são interessantes ou engajadores para a alta direção.

Assim, a primeira virada que chave que você precisa ter é excluir esses vocábulos de qualquer apresentação. A sua alta direção não quer saber, por exemplo:
  • Quais os nomes e números dos itens das normas;
  • Quais os requisitos normativos necessários para certificação;
  • Quanto trabalho tivemos para implementar uma boa-prática ou norma;
  • Quantas não conformidades (NCs) a auditoria teve;
  • Qual foi o apontamento da NC X, Y Ou Z;
  • Entre outros termos e conceitos muito específicos de nosso dia a dia.
Esses termos e aspectos, apesar de muito importantes, podem dizer pouco ou nada para a alta diretoria. Muitas vezes, ela não conseguirá conectá-los à realidade da empresa e a aspectos que realmente são da alçada de decisões de um diretor, por exemplo. E é aqui que nosso papel se torna vital, pois precisamos “traduzir” essas informações de forma a conectar pontos e criar urgência e importância. E é aqui que vem o pulo do gato!

 

Indicadores ISO para a alta direção – o que fazer para atrair mais atenção

Existem dois aspectos maiores que são vitais para o negócio e que vão chamar a atenção de qualquer diretor. Elas são os dois vocabulários chave: Custos e Lucros! Entendendo isso, fica mais claro e fácil encontrar informações que fazem sentido quando o assunto é Indicadores ISO para a alta direção.

Então, o que precisamos fazer é selecionar dentro de todos os KPIs e indicadores, alguns que afetem mais diretamente nestes dois temas. A pergunta que temos de nos fazer é:

“Quais indicadores temos atualmente que apresentam uma visão estratégica de lucros e custos para a alta direção?” Você pode, por exemplo, ter um indicador de perdas ou desperdícios, refugos. Toda essa temática está diretamente ligada aos custos e em como ela afeta negativamente os lucros da empresa. E isso é extremamente interessante para organização. Assim, um indicador que mostra retrabalho, por exemplo, pode ser muito interessante.

Da mesma forma, indicadores que mostram ganhos podem ser muito atrativos pois mostram como o investimento nos sistemas de gestão ISO ajudam a empresa a lucrar mais. Indicadores que mostram ganho de tempo, aumento de produtividade, aumento de lucro são ideias para reforçar o sistema de gestão e ajudar a tomar decisões importantes.

 

Apresente sentido e não apenas números, gráficos ou normativas

Para finalizar, vale salientar uma coisa: os indicadores em si podem não dizer muito para a alta direção. Muitas vezes, ela não tem tempo para analisá-los a fundo e, assim, atribuir significados. Então, mais importante do que apresentar números, é apresentar um sentido para o que está sendo apresentado.

Assim, ao selecionar indicadores ISO para a alta direção, apresente também explicações e conexões que mostram como esses números, gráficos, índices estão contribuindo para trazer ganhos ou perdas (lucros e custos) para a empresa. Dessa forma, eles se tornam realmente atrativos para diretores e profissionais da alta cúpula e serão mais notados, debatidos e priorizados.

Por fim, não se esqueça de adaptar os nomes, nomenclaturas e até mesmo a forma de apresentar os resultados para o público alvo – nesse caso, a diretoria. Se você conseguir transitar entre a linguagem dos sistemas de gestão e a linguagem que a diretoria entende, tudo muda, inclusive a forma como os diretores veem você.

Portanto, para finalizar, isso tudo não é apenas uma questão de simplesmente apresentar indicadores ISO para a alta direção. Esse tema está relacionado à sustentabilidade da empresa, a forma como a qualidade ou os sistemas ISO são vistos pelas pessoas e até mesmo sobre como você vai ou não ascender profissionalmente.

 

Indicadores ISO para a alta direção [vídeo]

Se você gostou desse conteúdo, vale a pena assistir ao vídeo que inspirou esse texto. Nele, falo um pouco mais sobre esse assunto e dou outras dicas sobre como apresentar esses indicadores – e outras informações do SG – para sua diretoria.

A correta comunicação de qualquer informação do sistema de gestão (seja 9, 14 ou 45k) é o primeiro passo para o engajamento das pessoas e a melhoria dos resultados organizacionais. Clique abaixo para assistir ao conteúdo na íntegra:

QMS Certification

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

No universo da gestão de qualidade, um dos aspectos mais cruciais é o tratamento eficaz de não conformidades. A análise de causa é um procedimento indispensável nesse contexto, proporcionando um caminho para evitar sua recorrência. Saiba mais!

Guia Completo Acreditação ONA

[Guia Completo] Acreditação ONA

Em 1 de março de 2024 a QMS adquiriu a TS4 Saúde e agora atua como uma instituição acreditadora credenciada (IAC) ONA. Mas afinal, o que é ONA?