Due Diligence: entenda o conceito e sua aplicação nas organizações!

Due diligence é um procedimento para concretizar novos negócios e neste artigo vamos explicar para que serve, qual sua importância e como ela pode ser aplicada nas empresas!

No mundo dos negócios, a Due Diligence pode ser descrita como um procedimento muito associado a uma auditoria. Porém, trata-se de um processo mais específico, que envolve análise de procedimentos e números de uma organização e como isso reflete no mercado.

A Due Diligence visa realizar um levantamento de informações que sirva de suporte para tomada de decisões, encontrar potencialidades e riscos de uma empresa. Dessa forma, a Due Diligence pode ser aplicada para qualquer área, em qualquer porte de empresa e contar com a participação diversos profissionais.

Para entender mais sobre esse procedimento, preparamos esse conteúdo para explicar as principais dúvidas sobre o que é, a importância e as etapas de uma Due Diligence. Vamos lá?

O que é Due Diligence?

O termo Due Diligence (que no portugues significaria “diligência prévia”) é um processo de investigação e estudo detalhado sobre diversas informações de uma sociedade empresarial. Seu principal objetivo é avaliar condições de riscos, oportunidades, valor e posicionamento de mercado que podem existir entre empresas.

Através da Due Diligence, é possível analisar diversos aspectos, tais quais financeiros, trabalhistas, imobiliários, tecnológicos ou jurídicos. 

Por isso, muitas vezes, ela pode se assemelhar a uma auditoria, pois nesse procedimento são realizadas investigações e diagnósticos da gestão das empresas, bem como também é necessário o apoio de consultores especializados.

Este pode ser um processo essencial para consolidar novos negócios, fusões e parcerias entre organizações, pois ele abrange uma análise profunda sobre a situação da empresa e, assim, oferece mais segurança para as organizações que buscam realizar qualquer tipo de negócio umas com as outras.

Outros objetivos da Due Diligence

Uma vez entendido que a Due Diligence visa analisar diferentes informações de uma organização e verificar se ela está em conformidade com o que executa, outro objetivo desse procedimento é também permitir que os colaboradores possam ter uma visão mais ampla da situação do seu negócio.

Em processos de fusões de empresas, fornecimento de produtos ou compra de partes de uma empresa por outra, é comum que se faça um processo de due Diligence para se entender como a outra empresa funciona, se ela é apta em diferentes aspectos e quais são os seus riscos e oportunidades que essa empresa tem a oferecer.

Então, através do levantamento desses dados, os interessados em realizar negócio podem ter mais confiança na hora de fechar contratos e parcerias por conta de possuir dados mais concretos e seguros da situação de um negócio.

Por que aplicar a Due Diligence na empresa?

Quando um sócio possui interesse em procurar novos investidores, fornecedores ou realizar parceria com outras empresas é importante entender qual a situação em que este se encontra.

Realizando a Due Diligence, é possível otimizar os processos, resolver problemas e buscar melhorias. Pois através desse tipo de pesquisa é possível entender aspectos relevantes sobre as empresas, tais como:

  • 1. Qual o posicionamento no mercado;
  • 2. Qual a situação fiscal da organização;
  • 3. Quais são seus concorrentes e principais riscos;
  • 4. Elaborar estratégias para evitar divergências financeiras;
  • 5. Revisar a gestão da organização. 

 

O que difere, então, uma auditoria da Due Diligence?

Como citamos anteriormente algumas pessoas podem assemelhar estes termos por conta do possuírem procedimentos de análise da gestão de uma organização.

Mas de maneira breve, sabemos que a auditoria é um processo obrigatório em determinadas situações (como uma certificação) e para realizar é preciso seguir alguns protocolos, com normas e regras para verificar conformidades, bem como o processo deve ser feito por uma empresa externa.

Já o procedimento de Due Diligence possui o objetivo mais voltado em realizar um levantamento detalhado e uma análise de riscos e oportunidades acerca da situação de uma empresa. Neste processo, diferente da certificação, não é obrigatória a contratação de uma equipe externa, podendo ser realizada por qualquer especialista ou profissional dos departamentos de compliance, por exemplo.

Então muita atenção no momento de contratar esse serviço, é preciso entender bem qual objetivo você busca e assim acionar o procedimento adequado para sua empresa. Se você busca identificar conformidade com alguma norma ou requisito, recorrerá à auditoria; se busca compreender melhor algum aspecto da sua empresa, certamente buscará uma Due Diligence.

Processos para uma Due Diligence

Quando um processo de Due Diligence é solicitado por uma empresa, é importante se atentar em contratar profissionais responsáveis e qualificados, que realmente possuam especialidade na área. Isso porque o processo envolve 3 etapas importantes.

1) Motivação 

Na primeira etapa, é realizado um mapeamento da organização para prepará-lo para o processo que está por vir. Onde o especialista vai conhecer mais sobre as características do negócio, como será sua maneira de trabalhar e estratégias que vai precisar aplicar.

2) Prática

A segunda etapa é a prática do trabalho em si, onde serão solicitados, pelo especialista, documentos contendo as informações sensíveis sobre a organização. 

Para cada escopo da Due Diligence, pode ser solicitado um tipo de documento para ser avaliado. Podem ser desde documentos de declaração de imposto de renda, livros fiscais, balanços, registros contábeis, entre outros.

O responsável irá coletar todos esses documentos e realizar uma análise completa, identificando os pontos relevantes positivos e negativos. Esse é um procedimento que leva tempo e é detalhado para garantir a veracidade e clareza das informações coletadas.

Após isso, um relatório completo é criado e direciona as estratégias que podem ser realizadas pela organização e assim seguir para a última etapa:

3) Resultado

Por fim, a última etapa de resultado é determinada pelo objetivo inicial da organização.

Quando o Due Diligence é solicitado por conta de negócios entre duas ou mais empresas, um relatório é encaminhado às companhias interessadas para ser realizada uma análise, assim a empresa decide fechar negócio e elaborar contratos (ou cessar as negociações).

Já quando a Due Diligence tem por objetivo apenas de conhecimento próprio, são elaboradas avaliações que mostram estratégias que podem ser realizadas para ganhar mais mercado, clientes e negócios. Assim, fornecendo uma visão mais geral de como seu negócio está estruturado no mercado. 

Due Diligence: uma oportunidade para o desenvolvimento da sua empresa!

Realizar um procedimento de Due Diligence pode ser algo muito importante para empresas que buscam ter mais confiança no momento de tomar decisões em seu negócio.

Ela pode ser realizada em vários tipos de empresa e, quando conduzida por profissionais qualificados, é possível ter uma visão ampla da organização, entendendo pontos de não conformidades e melhorias a serem feitas.

Também é ótimo para empresas que buscam parcerias, pois ajuda a entender quais organizações são mais interessantes e viáveis para fechar negócio.

Se você se interessou por esse ramo e gostaria de conhecer mais, através do plano de assinatura QPLUS da QMS, você tem acesso a uma Q Class completa sobre Due Diligence e muitos outros conteúdos exclusivos de gestão! Você pode conhecer mais clicando aqui

QMS Certification

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

No universo da gestão de qualidade, um dos aspectos mais cruciais é o tratamento eficaz de não conformidades. A análise de causa é um procedimento indispensável nesse contexto, proporcionando um caminho para evitar sua recorrência. Saiba mais!

Guia Completo Acreditação ONA

[Guia Completo] Acreditação ONA

Em 1 de março de 2024 a QMS adquiriu a TS4 Saúde e agora atua como uma instituição acreditadora credenciada (IAC) ONA. Mas afinal, o que é ONA?