Como fazer a análise crítica de indicadores?

Como fazer a análise crítica de indicadores?

Saiba o que é a análise crítica de indicadores e quais os principais aspectos que você deve levar em conta na hora da análise.

A análise crítica de indicadores é essencial para manter a integridade do sistema de gestão da qualidade e garantir melhorias. Porém, o processo de análise pode trazer muitas dúvidas e muitos profissionais têm dificuldades para executá-lo.

Sem uma análise criteriosa dos indicadores, é muito difícil entender quais os rumos que a organização está tomando e se sua estratégia está realmente sendo executada. Nesses casos, é muito comum que os resultados não sejam alcançados, mas a organização não consiga tomar decisões realmente eficazes para mudar esse panorama.

Por isso, no artigo de hoje, vamos explicar como fazer a análise crítica de um indicador e quais aspectos levar em consideração. Cabe dizer que existem muitos contextos e o que for dito aqui precisa ser adaptado para melhor atender aos objetivos da sua empresa.

 

O que é a análise crítica de indicadores?

De forma resumida, a análise crítica de indicadores é o processo minucioso e reflexivo de entender como está o desempenho da organização. Ela envolve uma abordagem sistemática para examinar a validade, a confiança, a confiabilidade e a utilidade dos indicadores usados.

A análise crítica de um indicador precisa passar por várias etapas, bem como precisará levar em conta os resultados desse indicador ao longo do tempo e o contexto em que ele está inserido. É comum confundir a análise dos resultados do indicador com a análise crítica do próprio indicador.

A análise dos resultados de um indicador visa entender se as ações da empresa atendem ao esperado, trazendo os resultados que a empresa busca. Já a análise crítica do indicador visa entender se aquele indicador ainda é eficaz para medir o desempenho da empresa.

 

Como fazer a análise crítica de um indicador?

Basicamente, a análise crítica de um indicador é a compreensão da relevância dele dentro do sistema de gestão da organização. Assim, é preciso fazer a relação deste indicador com os fatores mais relevantes da empresa.

Para fazer isso de forma mais eficiente, podemos recorrer a uma série de perguntas que podem nos ajudar na análise. A título de exemplificação, vamos mostrar algumas perguntas possíveis a seguir e o que elas podem revelar sobre os indicadores. Vejamos:

  • Nível de relevância: O indicador está alinhado aos objetivos estratégicos da empresa?
  • Nível de objetividade: O indicador é objetivo e mensurável? É possível obter dados precisos e registrá-los para calculá-los?
  • Demonstrativo de ação: O indicador fornece informações claras sobre quais ações podem ser tomadas para melhorar o desempenho?
  • Nível de alcance: O indicador abrange as áreas críticas do negócio? Ele considera todos os aspectos relevantes para a empresa, como finanças, clientes, processos internos e aprendizado e crescimento?
  • Comparabilidade: O indicador permite comparações ao longo do tempo ou com benchmarks do setor? Ele permite avaliar o desempenho em relação a metas estabelecidas?
  • Nível de compreensibilidade: O indicador é compreensível para todos os envolvidos? As partes interessadas podem entender facilmente o que ele mede e por que ele é importante?
  • Relação de custos: O custo de coletar e analisar os dados necessários para calcular o indicador é justificável em relação aos benefícios obtidos?
  • Evolução: O indicador pode evoluir ao longo do tempo, adaptando-se às mudanças de contexto, necessidades e objetivos da empresa?
  • Complementaridade: O indicador pode ser usado em conjunto com outros indicadores para fornecer uma visão sistêmica do desempenho da empresa?

 

Periodicidade de análise 

Assim como para os próprios indicadores, a análise crítica dos indicadores precisa ser feita regularmente. O contexto da empresa está em constante mudança, assim, indicadores que são relevantes e importantes hoje podem não ser dentro de um mês ou dois.

Não há um período padrão, e isso vai depender do contexto da sua empresa. Porém, vale a pena pensar que toda vez que o planejamento estratégico é alterado, os indicadores provavelmente também irão.

Além disso, vale pensar que ano a ano é um bom período para análise. Assim, é possível manter a relevância geral dos indicadores, bem como implementar o que for preciso.

Fazer a análise crítica de um indicador não significa necessariamente que ele irá mudar ou deixar de existir, apenas que vamos averiguar sua importância para a empresa. Pode ser que determinado indicador permaneça inalterado, pode ser que seja excluído do sistema ou mesmo que passe por pequenas mudanças. O importante é compreender se ele faz ou não sentido para medir o desempenho atual da organização.

 

Contexto da organização e análise crítica de indicadores 

Esses são apenas alguns exemplos de perguntas que podem nos ajudar a entender o quanto um indicador é importante ou descartável. Responder apenas uma dessas perguntas, isoladamente, pode não ser muito útil.

Por exemplo, a análise de relação de custos, que visa entender se é economicamente viável manter um indicador, é extremamente importante. Mas um indicador pode ser vital para a empresa mesmo que um indicador de manutenção expansiva. Assim, após a análise crítica, o trabalho da empresa será tentar encontrar formas de tornar esse indicador mais barato.

Porém, algo que pode ser uma bandeira vermelha em relação a existência de um indicador é sua ligação com a estratégia da empresa. Cabe avaliar isso dentro do seu contexto, mas indicadores isolados, que não tem nenhuma ligação com os objetivos estratégicos da empresa podem ser um problema.

De qualquer forma, a lição final e mais importante é analisar o indicador dentro do contexto do seu sistema de gestão e das particularidades da sua empresa.

QMS Certification

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

No universo da gestão de qualidade, um dos aspectos mais cruciais é o tratamento eficaz de não conformidades. A análise de causa é um procedimento indispensável nesse contexto, proporcionando um caminho para evitar sua recorrência. Saiba mais!

Guia Completo Acreditação ONA

[Guia Completo] Acreditação ONA

Em 1 de março de 2024 a QMS adquiriu a TS4 Saúde e agora atua como uma instituição acreditadora credenciada (IAC) ONA. Mas afinal, o que é ONA?