Cultura de excelência: o papel da qualidade e melhoria contínua

Cultura de excelência: o papel da qualidade e melhoria contínua

Entenda por que a cultura de excelência simplesmente não existe sem uma boa gestão da qualidade direcionando os processos de melhoria. Leia agora!
Já há algum tempo, muito se fala em cultura de excelência, termo profundamente ligado a busca por evolução e mais resultados. Porém, essa expressão nem sempre vem acompanhada de outros termos fundamentais, como “qualidade” ou “melhoria contínua”.

Entretanto, quando se aborda o papel da qualidade e da melhoria contínua nesse contexto, é essencial compreender como esses elementos fundamentais moldam e impulsionam não só a excelência como toda e qualquer busca por melhoria e resultado.

Assim, no nosso conteúdo de hoje, iremos demonstrar 3 aspectos inerentes a qualidade e excelência que precisam estar sempre em mente. Esses aspectos não só motivam melhorias como também precisam ser balizadores para tudo que for feito.

Se esses 3 pontos forem esquecidos, toda e qualquer ação executada pode resultar no contrário do que é buscado, ou seja: burocracia, ineficiência operacional e, acima de tudo, insatisfação das partes interessadas. Vamos lá!

 

Cultura de excelência requer medição e análise de desempenho

Já dizia William Edwards Deming, um dos gurus da qualidade, “Não se gerencia o que não se mede!”. Assim, qualquer cultura de excelência que se preze começa pela medição e análise de desempenho.

Na qualidade aprendemos que um de seus princípios é a tomada de decisão baseada em fatos e dados, ou seja, informações que já foram medidas e analisadas. Somente após compreender o cenário medido tomamos ações. Isso, em si, é o primeiro passo para qualquer melhoria ou ação.

Assim, a Gestão da qualidade dispões de diversas ferramentas, dispositivos e diretrizes que incentivam e exigem uma correta medição e uma análise de desempenho assertiva. Já aqui, mesmo sem falar em excelência, estamos exercitando a busca por pontos de melhoria e defeitos. Isso é a base para um sistema que evolui, ou seja, para um sistema que visa uma Cultura de excelência e busca por ela incessantemente.

 

A constante modelagem de processos é a chave para uma cultura de excelência

Outro importante princípio da Gestão da Qualidade é a abordagem de processos, ou Gestão de processos. Nela, compreendemos que as atividades da empresa são organizadas e alinhadas em um processo lógico e contínuo. Processo esse que, por sua vez, visa transformar matérias primas, insumos e recursos em saídas pré-determinadas (produtos ou serviços).

Em uma verdadeira cultura de excelência procuramos constantemente melhorar os produtos e serviços oferecidos pela empresa. Fazendo a ligação, para melhorar as saídas precisamos melhorar o processo que a produz. Isso requer constantes mudanças e atualizações. Em outras palavras, vamos “moldando o processo” de acordo com os insights obtidos na medição e análise de desempenho.

Por contar com uma gama completa de ferramentas de mapeamento e melhoria de processos, a gestão da qualidade se torna a melhor maneira de promover mudanças e buscar excelência operacional. Ao recorrer a ferramentas da qualidade (como o PDCA e o Fluxograma), as empresas promovem excelência de maneira mais organizada e sistêmica, influenciando nos resultados e na própria cultura da empresa.

 

Não existe cultura de excelência sem Foco no cliente!

A esse ponto, já entendemos como alguns dos princípios mais importantes da gestão da qualidade estão diretamente ligados a melhoria contínua e à excelência. Entretanto, o mais importante dos fatores será sempre o cliente!

Não adianta promover melhorias que não atinjam positivamente o cliente, que o fidelizem e o façam gerar mais negócios com nossas empresas. Assim, nós voltamos ao mais importante dos princípios da qualidade: o foco no cliente!

Segundo a ISO 9001:2015, maior padrão mundial para sistemas de gestão da qualidade (SGQs), a função da qualidade é aumentar continuamente a satisfação do cliente. Da mesma forma, não adianta ser excelente em melhorar aspectos não valorizados pelo cliente, além de ser uma tarefa árdua, é sem sentido também.

Dessa forma, colocar nosso estimado cliente no centro de todas as decisões e processos é uma característica vital para qualquer cultura de excelência. A compreensão das necessidades e expectativas dessa parte interessada em especial é essencial para oferecer produtos ou serviços de alta qualidade, faturar mais e assegurar a tão sonhada sustentabilidade empresarial, ou seja, mais lucros!

 

Gestão da qualidade – um pilar fundamental para melhoria contínua e para a cultura de excelência!

Depois de tudo que levantamos, fica fácil perceber como a qualidade é um requisito indiscutível da excelência. Juntando os princípios listados aqui, a ligação fica clara, vejamos a seguir.

Ao valorizar a medição e análise de desempenho, a empresa não apenas identifica áreas de aprimoramento, mas também adquire uma compreensão precisa das necessidades e expectativas do cliente. Essa abordagem, por sua vez, permite não só a otimização de processos, mas também a adaptação constante para atender às demandas do mercado e às constantes crises que enfrentamos, principalmente no Brasil!

Direcionando todos os aspectos organizacionais, o foco no cliente é a bússola que guia as ações rumo à excelência, assegurando que cada melhoria implementada agregue valor – e ainda mais importante: valor percebido – para aqueles que consomem o que a empresa oferece.

Arrematando tudo com chave de ouro, a gestão de processos desempenha um papel crucial ao moldar e aperfeiçoar estrategicamente cada etapa da operação, visando à oferta de produtos e serviços superiores e que realmente atendem às necessidades levantadas pelo foco no cliente. Tudo se encaixa e interdepende de forma orgânica e otimizada, criando uma empresa mais forte e assertiva.

Sintetizando tudo, então, a busca pela excelência em qualquer organização é profundamente entrelaçada pela qualidade e pela melhoria contínua. Qualquer empresa que tente alcançar excelência sem fundamentação na qualidade está fadada ao fracasso!

E você, leitor, que busca uma verdadeira cultura de excelência aliada aos padrões internacionais de qualidade e gestão, conte com a QMS Certification, seja para auditar sistemas de gestão ISO ou aprender mais por meio da Q Academy.

Estamos comprometidos em apoiar você nessa jornada de aprimoramento contínuo, garantindo não apenas a conformidade com os requisitos da ISO, mas também o fortalecimento de uma cultura organizacional voltada para a excelência. Juntos, podemos impulsionar o seu negócio rumo ao sucesso sustentável, a resultados incríveis e a completa satisfação do seu cliente!

Abordamos mais sobre esse tema no documentário autoral da QMS, Resgatando a Qualidade, confira o trailer abaixo!
QMS Certification

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

No universo da gestão de qualidade, um dos aspectos mais cruciais é o tratamento eficaz de não conformidades. A análise de causa é um procedimento indispensável nesse contexto, proporcionando um caminho para evitar sua recorrência. Saiba mais!

Guia Completo Acreditação ONA

[Guia Completo] Acreditação ONA

Em 1 de março de 2024 a QMS adquiriu a TS4 Saúde e agora atua como uma instituição acreditadora credenciada (IAC) ONA. Mas afinal, o que é ONA?