3 normas ISO para a Tecnologia da Informação

3 normas ISO para Tecnologia da Informação

Entenda como as normas ISO para Tecnologia da informação podem fazer sua empresa decolar como um foguete! 🚀 Leia agora.

Sabemos que as normas ISO para a área de Tecnologia da informação não estão tão consolidadas quanto em outras áreas. Podemos dizer até mesmo que elas são novidade e pouco conhecidas.

Na indústria, por exemplo, milhões de empresas ao redor do mundo já colhem os benefícios das normativas ISO, algo que as ajuda a criar melhores produtos e serviços, bem como a alcançar resultados financeiros muito superiores.

Essas normas, inclusive, são tão importantes que já se tornaram referência no mercado e são requisitos obrigatórios para grandes players do mercado fazerem negócios entre si e com empresas menores.

Por isso, no artigo de hoje, resolvemos instigar você da área de tecnologia da informação a entender melhor como essas importantes ferramentas podem ajudar sua empresa. Para isso, escolhemos 3 normas especificas do setor. Vamos lá?

 

O que são normas ISO?

Antes de mais nada, vamos compreender o que são as normas ISO e para que elas servem. A ISO (Organização Internacional para Padronização) é uma instituição internacional dedicada a criação e divulgação de boas práticas de gestão organizacional.

Para fazer isso, a ISO publica diversos documentos com diretrizes de gestão focados em áreas específicas do mercado, como a gestão qualidade ou gestão ambiental. A esses documentos damos o nome de normas ISO de gestão ou padrões ISO.

Ao adotar essas normas, empresas de todas as áreas procuram evoluir nos mercados em que atuam e garantir uma melhor imagem frente aos seus clientes, bem como, otimizarem ao máximo seus processos.

As empresas de TI, em especial, buscam aprimorar processos, garantir a confidencialidade dos dados, atender a padrões internacionais e, por consequência, aumentar a confiança de clientes e parceiros. Certificações ISO na área de TI são como selos de qualidade que demonstram comprometimento com a excelência e a segurança operacionais, o que maximiza resultados e atrai mais clientes.

 

ISO 27001 – Sistemas de gestão de segurança da informação (SGSI)

A ISO 27001 é o padrão mais conhecido do mundo quando o assunto é a segurança da informação. Ela ajuda estabelecer, implementar, manter e melhorar continuamente práticas relacionadas a segurança da informação (SI), constituindo uma importante ferramenta de gestão de riscos, resiliência cibernética e excelência operacional.

Segundo as palavras da própria ISO, esta norma é importante porque “ajuda as organizações a se tornarem conscientes dos riscos e a identificarem e abordarem proativamente os pontos fracos”.

Clique aqui para saber mais sobre a ISO 27001 no site da própria ISO.

 

ISO 27002 – Segurança da informação, cibersegurança e proteção da privacidade

Outra importante norma ISO que vem sendo amplamente adotada por empresas da área de tecnologia da informação é a ISO 27002. Essa norma fornece diretrizes práticas para controles de segurança da informação, proteção da privacidade e manipulação de dados.

Essa norma ganhou mais notoriedade com o surgimento da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), uma vez que sua implementação pode ajudar a garantir a correta utilização dos dados pessoais e cumprir melhor a regulamentação. Isso garante mais ética e uma melhor imagem frente ao mercado, bem como ajuda a evitar multas e sanções.

Clique aqui para saber mais sobre a ISO 27002 no site da própria ISO.

 

ISO 20000 – Tecnologia da Informação, gerenciamento de serviços (SGSTI)

A ISO 20000 está diretamente ligada à prestação de serviços e a forma como a empresa lida com eles. Essa norma especifica requisitos para a prestação eficaz de serviços de tecnologia da informação e se aplica a toda e qualquer organização busca garantir entregas mais eficientes e consistentes a seus clientes.

A ISO 20000 é fundamental pois ajudar a estabelecer, implementar, manter e melhorar continuamente um sistema de gestão de serviços de TI (SGSTI). Dessa forma, ela eleva a qualidade dos serviços e contribui para a eficiência operacional e a satisfação do cliente. Algo imprescindível se levarmos em conta o cenário ainda mais VUCA – volatility (volatilidade), uncertainty (incerteza), complexity (complexidade) e ambiguity (ambiguidade) – da Tecnologia da Informação.

Clique aqui para saber mais sobre a ISO 20000 no site da própria ISO.

 

Outras normas ISO para a área de Tecnologia da informação

As três normas anteriormente citadas estão mais diretamente ligadas à área de tecnologia da informação e podem ser úteis para qualquer empresa do nicho.

Mas vale ressaltar que existem diversos outros padrões que podem ser úteis para empresas em específico, como a ISO 24760 – Segurança e privacidade de TI, estrutura para gerenciamento de identidade. Assim, vale a pena conferir o site da organização e buscar por normas que sejam mais aderentes ao seu contexto.

Além disso, existem normas que não são especificamente voltadas ao nicho, mas podem ajudar empresas de TI em aspectos importantes a qualquer negócio. Por exemplo, podemos citar as 3 mais famosas normas da instituição:

  • ISO 9001: norma direcionada a criação e manutenção de sistemas de gestão da qualidade, porém aplicável a uma ampla gama de setores, incluindo os de tecnologia da informação;
  • ISO 14001: padrão que determina critérios para um sistema de gestão ambiental, aplicável, por exemplo, a organizações de tecnologia com foco sustentável;
  • ISO 45001: norma internacional que auxilia na saúde e segurança ocupacional. Embora seja mais aplicada em setores industriais, pode ser adaptada em organizações de diversos setores, incluindo a área de TI, pois a saúde e segurança das pessoas é fundamental em qualquer empresa.

 

Normas ISO para a área de Tecnologia – uma forma de buscar excelência e impulsionar resultados 🚀

Para entender melhor como essas normas podem ajudar sua empresa, vamos recorrer a programação de softwares. Nela, cada linha de código é crucial para o funcionamento eficiente de um determinado programa.

Da mesma forma, podemos compreender as empresas como um grande software com diversos dispositivos funcionando internamente. Normas como as ISO 27001, 27002 e 20000, metaforicamente falando, desempenham o papel de “algoritmos” essenciais na gestão dessas empresas, fazendo-as funcionar corretamente e focadas nos resultados pretendidos.

Dessa forma, elas não são apenas linhas de orientações, recomendações burocráticas, mas sim uma verdadeira e útil arquitetura sólida, concreta e prática. Um framework que sustenta a confiança dos clientes e parceiros, o trabalho do dia a dia e a segurança da informação. Isso tudo, somado, nos ajuda a construir uma fortaleza digital contra todas as ameaças que rondam a área de TI e, assim, garantir resultados muito além de nossas estruturas físicas ou online.

QMS Certification

QMS Certification

A QMS Certification é um organismo de certificação internacional acreditado que atua especificamente com certificação de sistemas de gestão e treinamentos de normas aplicáveis.

Webinar do mês

Confira nossos conteúdos ao vivo!

Todo mês ensinamos ao novo gratuitamente, confira e se inscreva!

Nos webinars que você assistir ao vivo, há liberação de um certificado de participação ;)

Logo Q Academy Branco

Cursos online de
Sistemas de Gestão

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

Tratamento de Não Conformidades: Análise de Causa

No universo da gestão de qualidade, um dos aspectos mais cruciais é o tratamento eficaz de não conformidades. A análise de causa é um procedimento indispensável nesse contexto, proporcionando um caminho para evitar sua recorrência. Saiba mais!

Guia Completo Acreditação ONA

[Guia Completo] Acreditação ONA

Em 1 de março de 2024 a QMS adquiriu a TS4 Saúde e agora atua como uma instituição acreditadora credenciada (IAC) ONA. Mas afinal, o que é ONA?